Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eterno Sonhador

06
Jul17

Hospitais


saude.jpg

 

A minha passagem recente pelos hospitais públicos ao meu redor não foi de todo a melhor experiência da minha vida! Posso mesmo afirmar que de um deles saí em choque e com a certeza que jamais deixarei um familiar ou amigo entrar sozinho nas urgências de qualquer hospital! 

Lamentável o que presenciei que acredito até a minha cara apesar de inchada pela parotidite, estaria também com um ar estupefacto!
Em primeiro lugar , no Hospital Pedro Hispano, lamento as três horas que aguardei com a pulseira amarela para ser atendido. Num serviço público para o qual desconto, merecia mais e melhor! E que só piorou quando pelas 20h da noite ao ser atendido por uma excelente médica, a mesma me diz para regressar no dia seguinte visto o serviço de ecografia estar encerrado! A sério? Mas afinal não existem técnicos sempre disponíveis para responder a estas questões? E, se fosse um caso mais grave? E se de repente acontece uma tragédia com múltiplos utentes, como responde o hospital?
Não percebo como é que o nosso governo não contrata mais médicos e técnicos para responder ao tempo de espera num hospital e para responder a todas estas questões! Não escolhemos quando ficamos doentes e contamos ser sempre bem atendidos...o que não acontece! Não fosse o sorriso da médica que cortou ali a minha fúria pelo tempo de espera, talvez eu me tivesse passado!
Após não ter a resposta adequada no Pedro Hispano, recorri ao São João após o jantar!
Foi lá que realmente pensei estar a passar por uma cena de “apanhados”, ou então estaria antes numa universidade onde ainda se brinca aos médicos!
Comigo eles foram quase excelentes não fosse ter de ter quase pedido por favor para me darem alta! A médica esqueceu-se de mim e com os joelhos encostados ao tampo da secretária conversava animadamente com outra médica!
“-A doutora não me quer dar alta?”
Depois de tudo o que tinha presenciado, saiu-me essa ruidosa pergunta que pelo tom ela percebeu a minha indignação! Prontamente dirigiu-se ao computador e após indicações deixou-me vir embora.
Contudo todo o filme vivido por mim desde que lá entrei até sair é que me deixou profundamente revoltado!
Após ecografia fui colocado numa sala nas urgências com dois ou três utentes que estavam sentados nas cadeiras e mais quatro ou cinco que estavam deitados nas macas!
O que eu vi então:
- Numa maca um homem doente com Alzheimer, que gritava constantemente, sobre o qual um enfermeiro lançou abruptamente o saco do soro fazendo com que o utente berrasse ainda mais!
Ainda, depois disso, o enfermeiro dá-lhe dois berros para se calar! Para não falar da forma como um médico o virou de lado para o acalmar, com nojo, é a melhor expressão para exemplificar a forma como o fazia! Não vi carinho, compreensão…
- Uma médica respondia a uma utente na sala ao lado, confesso que a utente deitada numa maca estaria a ser chata, no entanto nada justifica a atitude da médica que abandona a sala e vem para a minha e num desabafo com o enfermeiro:
“-Tira-me aquela mulher dali ou vai diretamente para a morgue!”
Eu ouvi isto! A sério? Não me venham com o excesso de cansaço, o calor ou por estarem no final do turno como desculpa!
São coisas que não se dizem e prova disso a forma como o enfermeiro lhe apertou o braço e fez sinal para que ela percebesse que havia mais gente na sala a ouvir!
A meu ver ou se gosta do que se faz e faz-se na perfeição ou então escolhe-se outra profissão! Ali não pode haver dias maus, lidam com pessoas e não animais!
- Por último a situação irrisória de uma utente que havia sido atropelada e tinha seguido com o enfermeiro e um familiar para a parte dos exames! Entretanto ouvi um médico a chamar por ela uma série de vezes! Mas não existe um controle informático com todos os passos dos utentes!
Cansado de o ouvir eu próprio o informei para onde a utente terá ido, senão não se calava!
-Para não falar do ar da auxiliar de ação médica que revirava os olhos a cada momento que lhe era solicitado algo, bufava e não me parece que fosse do calor!
Gostava de ter um serviço hospitalar digno num país como o nosso que está cada vez mais a evidenciar-se internacionalmente! Descontamos para tal…
Eu sei que o nosso governo também tem de dar as melhores condições, mas os profissionais de saúde também tem que saber laborar com os meios que tem e perceber que a área da saúde exige profissionalismo, um saber estar e fazer bem aos outros!
Para mim, jamais deixarei entrar um familiar sozinho num hospital, não quero que o tratem de igual forma!
O que vi não tem perdão!
O sector da saúde, a ser assim em todo o lado, está podre!

Fred Somiar

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

No facebook

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Posts mais comentados

Mensagens